Proclamação da República: o que queremos neste 15 de novembro?

Dia da Proclamação da República

Neste dia 15 de novembro, o Brasil vai memorar 128 anos da mudança do regime de Governo, da Monarquia para a República, da governança efetivada por um monarca hereditário, para um representante eleito pelo povo (presidente), com o dever de defender seus interesses.

bANDEIRA DO BRASIL

Naqueles dias de 1889, o segundo reinado, capitaneado por Dom Pedro II, enfrentava muitos problemas de ordem política, econômica e social, dentro os quais podemos mencionar as tensões oriundas da manutenção da escravidão e o crescimento do movimento abolicionista, o isolamento do imperador, o desejo crescente de mudança por parte dos cafeicultores e dos militares, entusiastas do modelo republicano. Hoje, também a nossa nação encontra-se diante de muitos desafios, que, objetivamente, se colocam diante de nós. A violência que se avoluma do Oiapoque ao Chuí, o desemprego que vitima mais de 13 milhões de brasileiros, e a nossa mais terrível mazela: a corrupção.

Nova proclamação

É comum encontrarmos pessoas que, olhando para tantas e tantas crises diárias, caem na tentação da desesperança, ou pior, sentem-se impotentes diante da força do mal, optam por resistir e se unem a ele. Hoje, também precisamos de uma mudança, de uma transformação de nossa realidade, mas que não se operacionalizará na dimensão do regime ou do sistema político, pois esses aspectos, por mais relevantes que possam ser, alteram apenas a superfície da sociedade.

Precisamos de uma nova proclamação! Da proclamação de Jesus como Senhor dessa nação, como Senhor do Seu povo e de sua cultura e vida. Não há outra forma de conquistarmos a justiça, a igualdade e felicidade, senão por meio dessa proclamação: Jesus vive e é o Senhor! Contra todas as forças de morte, de desesperança e subversão do projeto de Deus, é necessário que, com todas as nossas forças, proclamemos: Jesus é o Senhor! Esse é o convite que faço a você: no próximo dia 15, por meio de suas redes sociais, nos seus círculos e grupos, una-se a nós e proclame o senhorio de Jesus.

Que Ele nos fortaleça, encoraje e fidelize por meio da ação do Espírito Santo, de modo que “trabalhemos como se tudo dependesse de nós, e oremos como se tudo dependesse de Deus”. (Santo Inácio de Loyola)

Feliz dia da proclamação!

Fonte:CN
 

Categoria(s): Sem categoria. Favorite o link.