Sente o chamado a Comunidade de vida? Confira algumas dicas

 

Em algum momento da vida é preciso tomar decisões que envolvem comprometimento com coisas sérias e definitivas. Quando se trata da decisão vocacional, chega uma hora que é preciso decidir qual o caminho a seguir, e como servir a Deus diante do Seu chamado.

Quando Deus chama, também espera por uma resposta. Foi assim com Maria Santíssima e com tantos outros discípulos a quem o Senhor dirigiu um chamado. Àqueles que lhes responderam com um sim, sem dúvidas, receberam o cumprimento da promessa de Jesus de receberem 100 vezes mais.

O chamado de Deus é, em primeiro lugar, uma graça. Deus separa o homem para consagrá-lo para Ele. Essa eleição é uma escolha irrevogável, uma via segura de se chegar ao céu em santidade. São muitas as vocações na Igreja na qual o cristão pode consagrar-se a Deus. Uma das formas é através das novas comunidades (movimentos surgidos após o Concílio Vaticano II em que os leigos passaram a consagrar-se a Deus e servi-lo de forma mais intensa em uma associação de fiéis na forma de comunidade de vida ou aliança). Aqui segue algumas dicas para você descobrir se Deus está te chamando à vida leiga consagrada numa comunidade de vida.

Procure discernir se este estilo de vida lhe desperta a atenção

Perceber se seu coração inquieta-se sempre que ouve falar nas novas comunidades, mas específico na comunidade de vida (abraçar a vocação, vivendo em casas comunitárias, com intensa vida de oração e atividades apostólicas). Se isso acontecer, seu coração pode conter uma semente do chamado de Deus para essa forma de vida consagrada.

Busque orientação vocacional

Este auxílio é de grande relevância para o discernimento. Escolha um diretor espiritual, pode ser um padre, um leigo consagrado ou mesmo um familiar que tenha intimidade com Deus e experiência na vida consagrada. Algumas vocações oferecem o serviço de acompanhamento vocacional que atende essa necessidade.

Vá pelo caminho da oração

Rezar. Essa é a melhor forma de discernir. Buscar ouvir a Deus e saber o que Ele quer. Foi assim que Jesus fez – ouviu a Deus – em fortes momentos de intimidade com o Pai. Os vocacionados à vida consagrada precisam recorrer à oração como via de discernimento.

Realize retiros pessoais

Realizar retiros pessoais. Ainda seguindo a dica anterior, os retiros pessoais são momentos em que o vocacionado passa um dia em uma casa de retiros, mosteiro, seminário ou em uma paróquia para ouvir a Deus e suplicar-lhe a graça de fazer a vontade do Pai. Esses encontros ajudam o retirante a encorajar-se para dar um passo concreto na adesão à vocação que se sente chamado.

Conheça bem o carisma da comunidade a qual se sente chamado

É importante que o vocacionado conheça a essência da vocação, sua missão e apostolado na Igreja, e a forma de se viver o mesmo. Há algumas vocações em que seus membros são chamados a viver o celibado, outras são compostas por família e sacerdotes. Por isso, o vocacionado precisa entender que ao ingressar na comunidade, precisará abraçar uma das formas de vida que são próprias da vocação.

Agora que você possui essas dicas, busque escutar a Deus e discernir o seu chamado. A Igreja espera pelo seu sim e junto a ela, a humanidade.

A Comunidade Católica Divino Oleiro possui um serviço de acompanhamento vocacional. Para mais informações, entre em contato através do email vocacional@divinooleiro.com.br