A evangelização em Guiné Bissau

Imagem4Guiné Bissau é um país com quase 2 milhões de habitantes, dos quais 42% tem menos de 15 anos de idade e a taxa de natalidade é de cerca de 5 crianças por mulher, a expectativa de vida média não ultrapassa os 55 anos. A língua oficial é o português, a língua veicular interétnica é o crioulo, e se fala mais de 20 dialetos. Uma nação sem energia elétrica, que vive basicamente da agricultura e pesca, onde cerca de 45% da população pratica crenças tradicionais (animistas), outros 40% são muçulmanos e apenas 15% são cristãos, onde são comuns a poligamia, os ritos com “sacrifícios” e a desigualdade sexual, onde às mulheres cabe o trabalho de buscar água do poço, carregar lenha e pescar, e é comum que os homens lavem as roupas e costurem. Os povoados (bairros), são chamados de “tabancas”, em cada tabanca há um “régulo”, líder local. A maioria das casas é coberta por palhas, que precisam ser trocadas a cada dois anos, por isso, o grande sonho é poder colocar telhado de zinco, Nas casas não há móvel algum, apenas esteiras para dormir. As “cozinhas” estão fora das casas e em todas as casas há uma espécie de varanda, onde se dá o convívio familiar e onde é feita a única refeição diária, por volta das 15 horas e, se você passar na frente da casa no momento da refeição ouvirá o convite: “Bin, no cume!”, que significa: “Nós estamos comendo, venha comer conosco!”.

O nome das pessoas tem grande valor, as pessoas se saúdam nas ruas repetindo os nomes umas das outras

Nessa terra maravilhosa, de imensos contrastes, encontramos um povo acolhedor e a alegria de nossos missionários, felizes por estarem vivendo essa experiência e por estarem promovendo a comunhão de Igrejas, percebemos o carinho que a população local tem por nossos irmãos, tanto que já há várias crianças batizadas com seus nomes, uma forma de homenagem e gratidão.

No país existem apenas duas dioceses, Bissau (capital) cujo bispo é o guineense Dom José Câmnate Na Bissign e, Bafatá, cujo Bispo atual é o brasileiro Dom Pedro Carlos Zilli – PIME, e onde estão nossos missionários.

Nosso orgulho foi perceber que, apesar da minoria cristã, a Igreja Católica é respeitada e acolhida por todos, e realiza um trabalho que vai muito além da Evangelização. Em conjunto com ONGs e Governos Internacionais a Igreja construiu e mantém a imensa maiorias dos hospitais, das creches e das escolas, onde o governo local não tem ação, lá está a Igreja, com Padres, Religiosos e Religiosas das mais variadas congregações e missionários leigos, que seguem os ensinamentos de Jesus e tudo fazem por amor a Deus e em Favor dos irmãos. O respeito aos Católicos é desproporcional ao número de cristãos, por toda a parte e por todas as pessoas, independente de religião, os Católicos são respeitados e acolhidos, é uma forma de reconhecimento por todo o bem que a presença da Igreja realiza naquele país, onde a prática da caridade chega a suplantar o anúncio do Evangelho.

6 thoughts on “A evangelização em Guiné Bissau

  1. Bom dia!
    Sou o cristão Jefferson, e tenho muita vontade em participar dá missão, gostaria de saber como é o passo a passo para poder fazer parte desta linda missão?

    Att;

    Jefferson Duarte

    1. A Paz de Cristo,
      Jefferson

      Ficamos felizes de você querer conhecer e partcipar do nosso trabalho missionário em Guiné Bissau. Você pode entrar em contato conosco pelo fone (48) 32961511 e falar com a consagrada Cláudia (coordenadora da casa de Missão na África), e esta em SC até agosto. Caso queira também pode falar com ela pelo Whatzapp: (48)55245966960621.
      Deus o abençoe !

  2. Sou evangelizadora católica e terapeuta. Estou disponível para ser missionária do Senhor na África. Tomei conhecimento e sinto-me chamada a servir em regiões de pobreza imensa como Guiné Bissau.

    1. A Paz de Cristo, Dulce
      Desculpe a demora em responder, mas estávamos passando por reestruturações internas na comunicação. Ficamos felizes com o seu interesse de conhecer e servir no trabalho missionário que desenvolvemos na África. Você pode entrar em contato conosco pelo fone (48) 32961511 e falar com a consagrada Cláudia (coordenadora da casa de Missão na África), e esta em SC até agosto. Caso queira também pode falar com ela pelo Whatzapp: (48)55245966960621.
      Deus a abençoe !

  3. Sou missionária da Comunidade Véu de Maria em Fortaleza Ceará. Gostaríamos de saber como poderíamos conhecer e servir com vocês na África por alguns dias pois esse trabalho nos toca profundamente

    1. A Paz de Cristo, Brenda
      Desculpe a demora em responder, mas estávamos passando por reestruturações internas na comunicação. Ficamos felizes com a disponibilidade de vocês de querer conhecer o trabalho que desenvolvemos na África. Vocês podem entrar em contato conosco pelo fone (48) 32961511 e falar com a consagrada Cláudia(coordenadora da casa de Missão na África), e esta em SC até agosto. Caso queira também pode falar com ela pelo Whatzapp: (48)55245966960621.
      Deus os abençoe !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *